Pesquisar este blog

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

O DIA EM QUE TODO MUNDO VOLTOU A SER CRIANÇA










Emoção todo mundo sabia que iria rolar. Depois de mais de 20 anos, a Patricia iria reencontrar com o Luciano no palco e cantar clássicos que a gente cantava até ficar rouco com o Trem da Alegria. QUando o Luciano anunciou no Facebook que eles fariam o show, a gente ficou até meio desconfiado, afinal todo mundo sabe que a Patricia foca muito em seu trabalho novo, o que aliás, admiramos muito - nostalgias à parte. Depois de confirmado por ela, que resolveu aceitar o convite da Festa Ploc e comemorar os 25 anos do Trem ao lado do Lu (afinal, tudo começou com os dois), claro que foi só alegria!
Resumindo, depois de muita agitação, confirmação de quem ia, quem não ia, chegou dia 26. Eu, o Marcos e o Ricardo fomos pra variar, os primeiros a chegar. Logo depois encontramos outros fãs, como o Aldo, o MIchael e o Gledson. Também tive o prazer de conhecer a Gabi e o pessoal da comu do Trem da Alegria, como a Deninha e o Kevin. Antes da grande hora, rolaram shows de Perdidos na Selva, Dr. Silvana e Silvinho Blau Blau, mas quem disse que a gente saía da porta de entrada dos artistas, doidos pra ver a Paty chegar? O primeiro susto veio com a chegada do Luciano, mas ele tava sozinho. Quando a Paty chegou, por volta de 2 da manhã, o coração já tava na boca! Muitos beijos nos fãs, abraços e ela me chama pra dizer que depois falaria com a gente, pois já iria entrar no palco.
Hora do show. O simbolo do desenho "Thundercats" anunciava o que estava por vir e Luciano Nassyn entrou cheio de gás, com todo mundo acompanhando o clássico. O Luciano canta muito bem - sempre achei isso - e tem grande dominio de palco. Rolaram vários clássicos dos anos 80, como "Toda forma de amor", "Popstar", "Independente Futebol Clube" (com bolas sendo jogadas na platéia), "Volta pra mim" e "Sweet child o'mine". Até que chegou a hora: O Luciano anunciou que iria chamar uma pessoa que gotava muito e que eles não dividiam o palco há pelo menos 23 anos e chamou nossa estrela. Ela entrou toda meiguinha e surpreendeu todo mundo cantando uma que ninguém esperava: "A Boneca e o Soldadinho". O dueto dos dois foi muito lindo e emocionante, nesta que é uma das melhores musicas do grupo. Nesse momento rolou uma coisa muito legal pra gente: A Paty pediu que eu e o Marcos subissemos no palco pra ver o show lá de cima! Foi muito emocionante! Depois disso, a Paty disse que estava "voltando a ser criança aquele dia" e o Lu disse que se sentia assim toda vez que ia na Festa Ploc. Depois disse que iam cantar musicas inéditas até pra ele, que nunca as tinha apresentado na Ploc e mandou duas antiguissimas: "Dona Felicidade" e "Carrossel de esperança", em ambas acompanhado pela Patricia. O Luciano ainda cantou "Pique pega" e "Pra ver se cola", mas como ela não sabia a letra de nenhuma das duas (ela não era mais do grupo nessa época), ficou no palco, muito alegre, brincando, dançando e fazendo corinhos. Aliás, ela estava super descontraída, contrariando os que dizem que ela se sente mal nesse tipo de apresentação. O publico não parava de pedir sucessos solo dela ("Festa do amor", "Sonho de amor", "Destino") até que ela resolveu dar uma palhinha de "Destino", deixando a galera em êxtase.
Aí rolaram dois grandes clássicos: "É de chocolate" e "Uni duni tê", cantados em coro pelo publico. Os dois se despediram, mas claro que havia um bis. O publico cantava os versos de "He-Man" loucamente até que imagens do desenho apareceram no telão deixando a galera doida. E os dois deram o que todos queriam: "Pelos poderes de Greyskulll!!!!!"
Assim que saíram do palco, o Lu e a Paty deram um abraço apertado e muito emocionado, que só foi testemunhado por mim e o Marcos, que estávamos lá no fundo do palco. Depois ela nos carregou com eles pro camarim e ficamos conversando um bom tempo, sobre vários assuntos. A Paty falou sobre o programa "Sem censura" que tinha feito, do filho, do disco... Ela e o Luciano foram muito simpáticos o tempo inteiro, apesar do cansaço. Depois de um tempo, eles começaram a receber os fãs que queriam muito registrar o momento inesquecivel com fotos e conversar com a dupla. Posso garantir que eles receberam até o ultimo fã, apesar do horário avançado (já era mais de quatro da manhã!)
Foi um momento inesquecivel para todos, inclusive para a Patricia, que se emocionou muito com a energia da festa. E para os fãs que nunca esperavam rever essa dupla unida novamente no palco, fazendo todo mundo voltar a ser criança.

2 comentários:

gabi disse...

"a vida é uma criança, um carrossel de esperança"

assim Andre, releva-se TUDO MESMO nesse show erros de letra (e dai) eram a Paty e o Lu ali em mais de 20 anos.. tipo, sabe-se lá se isso vai acontecer novamente (TOMARA) mas quem presenciou o que aconteceu sabado no Circo pode se considerar um privilegiado, como ja disse e repito: HISTORICAMENTE EMOCIONANTE, pra quem acompanhou o maior grupo infantil dos anos 80!

PS:tambem super adorei te conhecer assim como os outros membros do FC

grande beijo
;P

Marcos disse...

Uma retrospectiva a "infância" e quem tem mais de 30 anos, e com certeza esse reencontro tem que ocorrer mais e mais vezes.